Pages

quinta-feira, 22 de julho de 2010

O INICIO PRÉ VERTIGEM – 02

Os dias foram se passando, o amor latente dominando o coração desavisado de Artêmis. Não sabia ao certo até quando se contentaria com o encanto de ser acariciada apenas no corpo dos animais que cercavam Alexein. Não entendia como funcionava no intimo de Alexein. Tinha uma única certeza, estava loucamente apaixonada.

- Não vê que és um fruto proibido para um reles mortal? – Bradou Apollo, indignado ao ver a maneira estranha que Artêmis estava se comportando ultimamente em relação à Alexein.

- Nem mesmo Zeus será capaz de mudar isso. Podem me matar. Podem tentar intervir de nada adiantará. Estamos ligados por um elo inexorável criado por nosso pai. A alma. Quem pode dominar isso além de nós mesmo. Zeus quis assim. Você pode mudar isso? Creio que não. – Artêmis estava com ódio. Medo. Amor. Não sabia ao certo como dar vida a tal paixão. E antes mesmo de seu inicio Apollo estava tentando persuadi-la a desistir, mas estava disposta a lutar com sangue e coração para tornar real.

- Como ousa ser tão insolente?

- Insolente? Quem tu achas que és. O próprio Zeus?

- Sou seu irmão e busco zelar pela ordem na família. Sabe que nunca fui a favor de relacionamentos com seres humanos.

- Tenha seus conceitos para você. Para mim nunca prevalecerão.

A briga estava armada. Tinha convicção da dificuldade que enfrentaria a partir de então para tentar se deleitar nos braços de Alexein.

- Estou disposta. Pelo que sinto por aquele homem daria a vida. Trata-se de AMOR.

E realmente era amor que pairava naquele real coração. Não sabendo das conseqüências que poderia gerar para humanidade o resultado deste fruto proibido. Mas por hora continua apenas o amor latente, sem barreiras.


Continua...

2 comentários:

Paul Law disse...

Excelente conto! Ótimo blog de histórias, amigos! Que bom que pude conhecê-lo! Um abraço

Alec Silva disse...

rsrs
digo o mesmo...
xD

Postar um comentário